Violência urbana no espaço virtual

Autores

  • Moura Fé Uninter - Polo Campo Grande-MS

Resumo

A sociedade do início do século XXI usa redes de internet para trabalho e lazer, com grandes modificações no comportamento das pessoas, em todos os aspectos da vida. O presente trabalho teve o propósito de pesquisar, na era digital, aspectos dos crimes virtuais, apresentando alternativas para se proteger deles. Além disso, define-se o conceito de espaço virtual, revela-se as áreas mais vulneráveis para o usuário e se discute a contribuição da sociologia urbana para o tema proposto. A pesquisa teve um caráter exploratório-bibliográfico, realizada em sites e textos da literatura consagrada, em uma pesquisa descritiva, conforme a complexidade dos estudos em ciências sociais. Conclui-se que é necessário aperfeiçoar os mecanismos estatais e a legislação sobre o tema, bem como uma maior compreensão do alcance da internet e das redes sociais, a fim de evitar e diminuir atividades ilícitas e danos a pessoas e à sociedade. O presente trabalho se baseou em um Projeto de Conclusão de Curso da Faculdade de Sociologia da Uninter.

Palavras-chave: sociedade; crimes virtuais; sociologia; violência.

Abstract

Society at the beginning of the 21st century uses internet networks for work and leisure, with significant changes in people’s behavior, in all aspects of life. This work purpose was to research, in the digital era, aspects of virtual crimes, presenting alternatives to protect oneself from them. Besides that, the concept of virtual space is defined, also the most vulnerable areas for the user are revealed, and urban sociology’s contribution to the proposed theme is discussed. The research had an exploratory-bibliographical approach, carried out in sites and texts, in descriptive research, according to studies’ complexity coin social sciences. It is concluded that it is necessary to improve state mechanisms and legislation on the subject, as well as a better understanding regards internet and social networks BROAD/RANGE, in to avoid and reduce illicit activities and damage to people and society. The present work was based on a project to get a degree at Uninter’s Sociology School.

Keywords: society; virtual crimes; sociology; violence.

Resumen

La sociedad de principios del siglo XXI ha utilizado redes de internet para el trabajo y el ocio, con grandes cambios en el comportamiento de las personas, en todos los ámbitos de la vida. El presente trabajo tuvo como objetivo investigar, en la era digital, aspectos de los crímenes virtuales y presentar alternativas para protegerse de ellos. Define el concepto de espacio virtual, revela las áreas más vulnerables para el usuario, discute la contribución de la sociología urbana para el tema propuesto. La investigación tuvo un carácter exploratorio-bibliográfico, realizada en páginas web y textos de la literatura consagrada, en una investigación descriptiva, de acuerdo con la complejidad de los estudios en ciencias sociales. Se concluye que es necesario mejorar los mecanismos estatales y la legislación sobre el tema, así como un mayor conocimiento del alcance de la internet y de las redes sociales, para evitar y reducir las actividades ilícitas y los daños a personas y a la sociedad. El presente trabajo se basó en el Proyecto de Conclusión de Curso de la Facultad de Sociología de la Uninter.

Palabras-clave: sociedad; delitos virtuales; sociología; violencia.

Biografia do Autor

Moura Fé, Uninter - Polo Campo Grande-MS

Bacharel em Direito pela Universidade Católica Dom Bosco. Bacharel em Psicologia pela Unigran-MS. Especialista em Direito Penal e Processo Penal (Faculdade Damásio de Jesus), especialista em Gestão em Segurança Pública (Unitoledo), especialista Psicologia Jurídica (Uniasselvi), mestrando em Direitos Humanos (UFMS), discente em Sociologia (Uninter, polo Campo Grande-MS).

Referências

BRASIL. Lei 13.709, de 14 de agosto de 2018. Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Brasília: Presidência da República, 2018. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/Lei/L13709.htm Acesso em: 1.º mai. 2022.

BRASIL. Lei 12.965, de 20 de novembro de 2014. Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. Brasília: Presidência da República, 2014. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12965.htm,Acessso em: 01 maio 2022.

BOMFATI, Claúdio Adriano; JÚNIOR, Armando Kolbe. Crimes cibernéticos. Curitiba: InterSaberes, 2020.

BREUNIG, Alex Erno; SOUZA, Valmir de. Sociologia do crime e da violência. Curitiba: InterSaberes, 2018.

FIORILLO, Celso Antonio Pachedo; CONTE, Christiany Pegorani. Crimes no meio ambiente digital e a sociedade da informação. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. Trad. Raul Fiker. São Paulo: Editora Unesp, 1991.

GOODMAN, Marc. Future crimes. Tudo está conectado, todos somos vulneráveis e o que podemos fazer sobre isso. Tradução: Gerson Yamagami. São Paulo: HSM Editora, 2015.

JÚNIOR, Aderbal Vieira. Dependência de internet. In: NIEL, Marcelo; JULIÃO, Alessandra Maria; SILVEIRA, Dartiu Xavier. Dependências não químicas e compulsões modernas. São Paulo: Editora Atheneu, 2016.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 2010.

NASCIMENTO, Mateus L. et al. Uma análise do fato cultural em tecnologias persuasiva: um estudo de caso da rede social Facebook. In: BRAZILIAN WORKSHOP ON SOCIAL NETWORK ANALYSIS AND MINING (BRASMAN), 7., 2018, Natal. Anais [...]. Natal: BRASMAN, 2018. Disponível em: https://sol.sbc.org.br/index.php/brasnam/article/view/3589. Acesso: 01 maio 2022.

NAUROSKI, Everson Araújo. Teorias sociológicas e temas sociais contemporâneos. Curitiba: InterSaberes, 2018.

PINHEIRO, Joel. Fake news e o futuro da nossa civilização. In: BARBOSA, Mariana (org.) Pós-verdade e fake news. Reflexões sobre a guerra de narrativas. Rio de Janeiro: Cabogó, 2019.

PORTO, Maria Stela Grossi. Sociologia da violência. Do conceito às representações sociais. Brasília: Verbana Editora, 2010.

PUREZA, Diego Luiz Vicente. Manual de criminologia. 2. ed. São Paulo: Nova Concurso, 2020.

RIBEIRO, Neide Aparecida. Cyberbullying. Práticas e consequências da violência virtual na escola. Salvador: Editora JusPodivm, 2019.

RUSHKOFF, Douglas. As 10 questões essenciais da era digital. Programe seu futuro para não ser programada por ele. Trad. Carlos Alberto Silva. São Paulo: Saraiva, 2012.

SILVA; Eduardo Jorge Custodio da; TING, Emmalie. Tecnoestresse e o cérebro em desenvolvimento. In: ABREU, Cristiano Nabuco de; EISENSTEIN, Evelyn; ESTEFENO, Susana Graciela Bruno (orgs.). Vivendo esse mundo digital. Impactos na saúde, na educação e nos comportamentos sociais. Porto Alegre: Artmed, 2013. cap. 9.

SIMMEL, Georg. A metrópole e a vida mental. Tradução: Sérgio Marques dos Reis. In: VELHO, Otávio Guilherme (org.). O fenômeno urbano. 4. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979.

SIMON, Robert I. Homens maus fazem o que homens bons sonham. Um psiquiatra forense ilumina o lado obscuro do comportamento humano. Tradução: Laís Andrade e Rafael Rodrigues Torres. Porto Alegre: Artmed, 2009.

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? Uma teoria crítica das novas mídias. 3. ed. Tradução: Isabel Crossetti. Porto Alegre: Sulina, 2012.

Downloads

Publicado

2023-01-26

Como Citar

DE MOURA FÉ, V. M. Violência urbana no espaço virtual. Humanidades em Perspectivas, [S. l.], v. 4, n. 9, p. 44–62, 2023. Disponível em: https://revistasuninter.com/revista-humanidades/index.php/revista-humanidades/article/view/187. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos